Sign in / Join

Formas saudáveis de fazer o cabelo crescer mais rápido

Por: Dra. Gabrielle Adames - Dermatologista

O fio de cabelo cresce, em média, 0,33mm por dia (1 cm por mês). Uma pessoa pode ter de 90 a 130 mil fios de cabelos e, destes, cerca de 100 a 150 caem todos os dias. A quantidade de perda varia de pessoa para pessoa e pode ser aumentada devido a fatores como pós-parto, meses após a dengue ou interrupção do anticoncepcional.

Cortar os cabelos não faz com que eles cresçam mais rápido, apenas mantém o aspecto mais saudável, pois ajuda a remover as pontas danificadas e o seu afilamento. Quando você corta essas pontas, tem a sensação de que o cabelo está crescendo mais rápido, quando está, na verdade, apenas mais cheio e saudável.

Colocar mega hair para acelerar o processo não é indicado. Isso porque o peso do mega hair induz a um trauma no couro cabeludo, causando alopecia de tração. O trauma, de início, é reversível e temporário e se apresenta no couro cabeludo por descamação, bolinhas de pus e vermelhidão ou encurtamento e afinamento dos fios. Posteriormente, gera cicatriz local que forma uma área em que nunca mais crescerá cabelo. Pessoas com grande tensão nos fios também podem relatar dores de cabeça e no couro cabeludo, aumento da sensibilidade local e coceira. Isso pode ocorrer pelo uso frequente de tiaras, fivelas, apliques ou por prender os cabelos em rabos de cavalo ou coques que tracionam a raiz.  Apesar de não existir propensão para determinado sexo ou etnia, os cabelos afros são mais frágeis e propensos a danos do que os caucasianos e orientais.

Para saber se há alguma forma de os cabelos crescerem mais rápido, é importante fazer uma avaliação individual com um exame chamado tricoscopia, que aumenta de 20 a 70 vezes o couro cabeludo e o fio, determinando a causa para a dificuldade de seu desenvolvimento, diagnosticando outras doenças locais ou verificando se é apenas uma questão genética.

Alguns polivitamínicos possuem substâncias que estimulam a qualidade, espessura, brilho e melhoram a textura, então os fios ficam mais fortes e crescem porque não quebram, mas não aceleram o crescimento.

Para o cabelo que já tem boa parte do comprimento danificado, alguns fatores e medidas no hábito de vida são importantes para que a raiz do cabelo e a fibra capilar se mantenham saudáveis, resistentes e brilhantes, sendo o principal suspender os danos e agressões externas como alisamento e tintura. Além disso, lavar os cabelos com água morna ou fria, evitar manter o couro cabeludo úmido e abafado por muitas horas e a proteção solar nos cabelos são essenciais para a recuperação dos fios.

Também é importante hidratar periodicamente após processos químicos e usar shampoo e condicionador específico para cada tipo de cabelo. A escolha do shampoo é importante para não danificar ainda mais os cabelos. Ele abre levemente a cutícula, para, em seguida, receber o tratamento do condicionador ou máscara. Evitar a exposição excessiva dos cabelos ao calor, seja por meio de secador, chapinha ou até mesmo do sol, usando produtos específicos para proteger os fios é uma dica. É importante lembrar que alimentos com vitamina C, vitamina E, ferro e biotina não podem ficar de fora do cardápio de quem deseja melhorar a aparência dos fios.

Produtos como tônico de crescimento capilar, dependendo dos componentes, podem ajudar nesse processo. Os tônicos englobam diferentes substâncias que buscam promover a saúde dos fios e tratar as doenças do couro cabeludo, recuperando danos sejam por tinturas, alisamentos ou exposições ambientais.

Um grande arsenal é usado para se alcançar tais objetivos, desde nutrientes e vitaminas isolados que melhoram apenas o brilho, até a adição de medicamentos que aumentam a circulação de sangue na raiz, prolongando a fase de crescimento.

É importante ressaltar que essa medicação deve ser prescrita por um dermatologista, que vai analisar cada quadro especificamente, avaliando possíveis fatores de risco (como contraindicações e possíveis interações medicamentosas) e garantir a eficácia e segurança do tratamento.

Além desses produtos, existem técnicas naturais para o crescimento dos fios, como de vitaminas. Todavia, o excesso de algumas delas, como da vitamina A e o selênio, podem fazer o cabelo cair e por isso, o seu uso para tratar a queda dos cabelos só devem ser realizados sob orientação médica, já  que a maioria dos tipos de queda de cabelos, se tratadas apenas com vitaminas, irão piorar. É o caso, por exemplo, da calvície, cujo tratamento é muito específico com medicações que bloqueiam sua evolução.

É necessário dosar as vitaminas e verificar qual a necessidade específica de cada pessoa, para repor apenas o que ela realmente precisa, visto que, quando a pessoa já tem a quantidade suficiente no organismo, não terá benefício tomando uma quantidade maior. Outro caso é tomar um complexo vitamínico com múltiplas vitaminas em baixas dosagens como a maioria dos nutracêuticos (nutrientes com capacidade comprovada de proporcionar benefícios à saúde) encontrados nas drogarias, que são produtos de venda livre, e não estar repondo o que realmente está deficiente no seu organismo.

Cada pessoa carrega na sua genética, a informação de quanto o cabelo pode crescer e todo fio do cabelo tem um tempo de vida. O ciclo capilar é dividido em três fases: a fase anágena, ou de crescimento do fio, que leva de dois a cinco anos (quanto maior for a fase anágena, maior o seu cabelo). Depois desse período, o crescimento entra numa fase de transição por algumas semanas (fase catágena) e então cai durante o repouso, na chamada fase telógena, que dura de três a quatro meses. Algumas pessoas apresentam o ciclo da fase anágena mais prolongado e com isso, o cabelo apresenta um crescimento maior. O inverso também ocorre quando esse período é muito curto e o cabelo atinge pouco comprimento.

Comentários

comments